Get Adobe Flash player

Heinz Kühn

Heinz Kühn foi governador do estado da Renânia do Norte-Vestfália de 1966 a 1978. Nasceu em 1912 na cidade de Colônia e, após a conclusão dos seus estudos secundários, estudou Economia e Direito Público, exercendo, a seguir, a profissão de jornalista. Em 1933, Heinz Kühn foi obrigado a se exilar, retornando em 1945 à Alemanha, onde, como político e jornalista, se engajou na reconstrução da estrutura democrática do novo Estado alemão. Heinz Kühn foi uma pessoa cosmopolita e envolvida nos acontecimentos internacionais de seu tempo.

 

 

 

Desde muito cedo Heinz Kühn compreendia os problemas dos países do então chamado Terceiro Mundo. Segundo ele, a humanidade vive em um mesmo planeta, cujos problemas aflingem a todos. Quando Heinz Kühn completou 70 anos, em 16 de fevereiro de 1982, o então governador do estado da Renânia do Norte-Vestfália, Johannes Rau, decidiu homenageá-lo, criando uma fundação com o seu nome. No documento oficial de criação da fundação, assinado por todos os integrantes do governo do estado da Renânia do Norte-Vestfália, está escrito:

 

"A fundação deve promover a formação de jovens jornalistas, uma tarefa que aquele que emprestou o seu nome à instituição cumpriu de forma altruísta em toda a sua vida profissional, e com a qual, em lembrança ao legado profissional, ele ainda hoje mantém uma forte ligação."

Ao mesmo tempo foi definido o caráter internacional da fundação: "A tarefa da fundação é fomentar a formação de jovens jornalistas estrangeiros no estado da Renânia do Norte-Vestfália, além de permitir o desenvolvimento profissional de jornalistas da Renânia do Norte-Vestfália, oferecendo a eles a oportunidade de uma experiência no exterior". 

Heinz Kühn atuou intensivamente no conselho da fundação até o seu falecimento, no ano de 1992.

 

Bundespräsident Johannes Rau

O governador do estado da Renânia do Norte-Vestfália, Johannes Rau, fundou a instituição em 1982. Como principal representante do conselho esteve sempre ligado à Fundação Heinz Kühn até sua eleição para presidente da Alemanha em 23 de maio de 1999. Johannes Rau acompanhou com grande interesse as viagens de pesquisa dos bolsistas. A troca de experiências e de informações entre jornalistas da Renânia do Norte-Vestfália e dos países em desenvolvimento era para ele uma forma de contribuição para um entendimento mútuo. Conforme Johannes Rau, somente onde há conhecimento, pode existir compreensão. Para o político, a partir desta relação é possível perceber, que apesar das diferenças existentes, somos todos parte de um mundo, cujos problemas só poderão ser solucionados quando houver uma atitude de respeito e reciprocidade.

 

Ministerpräsident a. D. Wolfgang Clement

Wolfgang Clement foi o successor de Johannes Rau e governou a Renânia do Norte-Vestfália de junho de 1999 a novembro de 2002. Com uma formação em Jornalismo, Clement se sentiu especialmente comprometido com o desenvolvimento profissional de jovens jornalistas.

 

 

 

 

 

 






 

Ministerpräsident a. D. Peer Steinbrück

Com a ida de Clement a Berlim onde assumiu o Ministério da Economia, Peer Steinbrück foi empossado governador da Renânia do Norte-Vestfália em 6 de novembro de 2002 e também ao mesmo tempo assumiu a presidência do conselho curador da fundação até maio de 2005.

 

 

 

 

 






 

 

Ministerpräsident a. D. Dr. Jürgen Rüttgers

A eleição para o governo estadual da Renânia do Norte-Vestfália, em maio de 2005, trouxe novamente uma mudança na liderança da Fundação Heinz Kühn. Após a sua nomeação como governador, Jürgen Rüttgers assumiu também a responsabilidade como presidente do conselho.

 

 

 

 






 

 

 

Ministerpräsidentin Hannelore Kraft

Eleita em julho de 2010, Hannelore Kraft não só tornou-se a primeira governadora do estado da Renânia do Norte-Vestfália, como também é a primeira mulher a assumir a presidência do conselho da fundação Heinz Kühn.